Riscos de imagem: saiba como a gestão de terceiros pode reduzi-los

banner gestao de terceiros e risco de imagem

Manter uma boa imagem é crucial para a marca e o sucesso de qualquer negócio. Mas quando uma empresa possui relacionamento com terceiros, acaba tendo que lidar com alguns riscos. E um dos riscos mais importantes, porém, pouco mencionado, são os riscos de imagem.

Os riscos de imagem referem-se a fatores internos ou externos que podem prejudicar a reputação e a imagem de uma empresa. No entanto, para gerenciar esse risco, é importante entender o que pode causá-lo e o que sua empresa pode fazer para minimizá-lo.

Neste artigo, trouxemos a definição e os tipos de riscos de imagem. Além disso, falamos da importância de gerenciá-lo, quais são os impactos negativos e como a gestão de terceiros pode ajudar na redução.

Quer saber tudo sobre riscos de imagem? Continue conosco!

 

O que são riscos de imagem?

 

Em primeiro lugar, precisamos entender que os riscos de imagem são considerados um perigo oculto que podem afetar a reputação e a imagem de uma empresa. Isso pode representar uma ameaça à sobrevivência e prejudicar a lucratividade de qualquer negócio.

Os riscos de imagem muitas vezes são difíceis de reconhecer, identificar ou atribuir valor à sua proteção, mas quando os danos acontecem, reparar o bom nome e a imagem da marca de uma empresa pode levar meses e até anos.

Portanto, é essencial que as organizações busquem manter uma excelente reputação, pois isso pode ajudá-las a manter uma imagem pública positiva e construir uma forte base de clientes.

Sob outra perspectiva, é importante mencionar que qualquer organização tem o potencial de ser exposta a situações que podem gerar imagem negativa. Por isso, é importante entender os tipos de riscos de imagem e como a gestão de terceiros pode ajudar a minimizá-los.

 

riscos de imagem

 

Tipos de riscos de imagem

 

Vários fatores podem levar ao risco de imagem. Alguns são mais graves e podem ser motivo para uma empresa ser julgada criminalmente, como a lavagem de dinheiro. Outras, porém, são mais simples de resolver, como os serviços de má qualidade oferecidos aos clientes.

No entanto, seja qual for o fator, há consequências negativas para a empresa. Confira a seguir alguns tipos de risco de imagem:

 

Risco Ético

 

Fraudes, conflito de interesses, lavagem de dinheiro e envolvimento com casos de corrupção são práticas inadmissíveis e o público costuma avaliar severamente.

Nesse cenário, as organizações podem ver sua imagem afetada por terem relacionamentos com qualquer empresas ou indivíduos envolvidos em atos criminosos e antiéticos.

Por isso, é fundamental analisar o perfil das empresas ou pessoas com quem vai estabelecer qualquer tipo de relacionamento, principalmente com fornecedores.

Além disso, para evitar práticas antiéticas, é fundamental estabelecer diretrizes de controles internos que ajudem a identificar e evitar riscos futuros. Dessa forma, é possível aumentar a confiança e preservar a boa imagem da empresa.

 

Risco Financeiro

 

Esse tipo de risco de imagem está diretamente relacionado ao risco de crédito, ou seja, possibilidade de inadimplência. Acontece quando a empresa não paga os devidos impostos, não é transparente em relação a receita, por exemplo, ou até mesmo fica inadimplente com os direitos trabalhistas dos funcionários.

Uma parte importante da construção de uma forte imagem para sua empresa é ser transparente. Portanto, certifique-se de ser honesto com as partes interessadas da sua empresa para manter uma imagem confiável e duradoura.

 

Risco de Produto ou Serviço

 

Receber reclamações contínuas sobre a qualidade do produto ou serviço que você oferece pode levar a danos na imagem da sua marca. Mas quando isso envolve terceiros, a situação fica ainda mais complicada.

Certamente você deseja que seus produtos e serviços sejam de primeira qualidade. No entanto, se for necessário fazer o recall de um produto, ou se receber publicidade negativa por um serviço prestado por terceiros, sua empresa precisará não apenas corrigir o problema, mas também reparar os danos à sua imagem.

Portanto, o controle de qualidade tem um papel importante e permite a identificação de áreas e processos propensos a situações de risco para que possa minimizar os danos a tempo.

 

Risco de Segurança

 

A violação de dados é uma das maiores formas de perder a confiança de seus clientes e prejudicar a imagem da sua marca. Nesse contexto, vale ressaltar que devido a importância da LGPD, gerenciar esse risco se tornou indispensável para manter a boa imagem e reputação da empresa.

Se a causa da violação de dados é culpa da sua empresa ou não, o melhor plano de ação é ser imediatamente antecipado. Reagir rapidamente, mostrar responsabilidade e colocar planos para restaurar a segurança das informações pode ajudá-lo a conter o fluxo de negatividade que pode se tornar um grande risco de imagem.

Embora isso possa estar além do seu controle, a forma como você reage fará a diferença para mitigar qualquer risco de imagem que você possa correr.

 

Porque gerenciar os riscos de imagem é importante?

 

A gestão de riscos é um processo dedicado à identificação de riscos dentro de um negócio e ao desenvolvimento de procedimentos para mitigar os riscos potenciais. Um programa de gestão de risco bem-sucedido ajuda uma organização a considerar toda a gama de riscos que enfrenta e como é possível minimizá-los.

Independentemente do tamanho de sua empresa, você provavelmente manterá relações comerciais com muitos terceiros que o ajudarão a otimizar suas operações. No entanto, esse relacionamento pode tornar sua empresa vulnerável ​​a danos na imagem e reputação. Isso torna necessário que você tenha um forte programa de gestão de riscos.

Além disso, a gestão de riscos de imagem nesta era da informação é mais importante do que nunca. Por isso, ao gerenciar os riscos, medidas podem e devem ser tomadas para reduzir o potencial de danos à imagem decorrentes de situações negativas, minimizando os impactos.

 

imagem e reputação

 

Quais são os impactos que os riscos de imagem podem trazer à empresa?

 

“Leva 20 anos para construir uma reputação e cinco minutos para arruiná-la. Se você pensar sobre isso, fará as coisas de forma diferente.”

A famosa citação de Warren Buffett resume a realidade da importância de zelar por uma boa imagem e reputação empresarial. Afinal, algo que é cuidadosamente cultivado ao longo dos anos pode ser destruído instantaneamente.

Danos à imagem podem ter um efeito duradouro e dramático na saúde financeira da organização. Em alguns casos, esses eventos podem até resultar na falência de uma empresa se não conseguir recuperar a confiança de sua base de clientes.

Um dos casos mais famosos é o da marca de roupas e calçados Zara, que foi processada pela fiscalização do Ministério do Trabalho, por ser acusada de descumprir um acordo de melhorar as condições de trabalho.

Os fiscais constataram que um fornecedor da Zara havia subcontratado uma oficina que submetia trabalhadores a condições degradantes análogas à escravidão. Como resultado, a empresa recebeu várias multas, que ultrapassam o valor de R$ 800 mil. Além disso, a marca se tornou alvo de diversos movimentos contra o trabalho escravo na moda.

Como é perceptível, as grandes empresas são mais visíveis para o público. Portanto, estão mais propensas a publicidade negativa do que as pequenas empresas. Por outro lado, as grandes empresas geralmente possuem recursos financeiros para reparar uma imagem danificada, que foi o que aconteceu com o caso citado acima.

Mas infelizmente, as pequenas empresas podem não sobreviver a um evento de notícias negativas, especialmente em uma era de mídia social que promove tão facilmente a disseminação de informações prejudiciais. É por isso que é fundamental considerar os possíveis riscos de imagem para sua empresa antes que eles ocorram.

 

código de conduta

 

Como a gestão de terceiros pode ajudar na redução dos riscos de imagem?

 

A integridade da imagem da sua empresa está diretamente ligada à seleção e gestão de seus fornecedores, parceiros e empresas com as quais a empresa se relaciona. Por isso, se sua organização trabalha com fornecedores, é fundamental que você gerencie os riscos.

Adotar uma abordagem baseada em gestão de fornecedores pode não apenas ajudar a limitar possíveis eventos de riscos de imagem associados a terceiros, mas também ajudar a identificar áreas de melhoria em sua organização.

Homologação, avaliação e processos de due diligence de terceiros são necessários para proteger sua organização e gerenciar riscos. Pensar sistematicamente sobre seus relacionamentos comerciais, as possíveis exposições em que eles podem ocorrer, quais etapas você precisa implementar e, em seguida, como você pode revisar esses procedimentos é uma estratégia inteligente.

O processo de homologação de fornecedores pode ser considerado a espinha dorsal de um programa de gestão de terceiros eficaz. Ele ajuda a capturar informações completas de terceiros junto com as certificações, contratos e documentos necessários.

No entanto, o processo de gestão de terceiros não termina com a homologação. É importante continuar identificando áreas de risco e conduzindo a devida diligência de forma contínua. Portanto, o monitoramento contínuo de terceiros é a chave para ajudar as empresas a tomar decisões sobre seus terceiros e ajudar a reduzir os riscos de imagem.

Para essas questões de controle de fornecedores e redução de riscos inerentes à prestação de serviços e produtos, existem softwares especializados como a wehandle para dar visibilidade e mitigar os riscos de imagem.

 

mitigar riscos de imagem

 

Qual a melhor forma de reduzir os riscos de imagem?

 

Dificilmente você poderá eliminar 100% dos riscos de imagem, mas você pode minimizá-los, e isso é importante quando você lida com terceiros. Sendo assim, para reduzir e monitorar efetivamente os riscos, as organizações precisam de visibilidade consistente das ameaças potenciais.

Não perca tempo com planilhas complicadas e processos manuais quando nós podemos fornecer uma solução para simplificar e otimizar a gestão de terceiros na sua empresa. Com o conjunto de soluções da wehandle, você tem visibilidade dos riscos mais críticos que os fornecedores podem proporcionar.

Considere a wehandle como a melhor estratégia para mitigar não somente riscos de imagem, mas todos os outros envolvidos na contratação de terceiros.

Por fim, foi possível entender o que são riscos de imagem e como a gestão de terceiros pode reduzi-los? Deixe seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Materiais Gratuítos

Confira nossos materiais gratuitos disponíveis para te ajudar na gestão de terceiros.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba nossos conteúdos exclusivos em seu e-mail

Quer se tornar um especialista.

Cadastre-se e receba todos os nossos conteúdos por e-mail