Como reduzir os riscos da terceirização? Confira as dicas!

como reduzir os riscos da terceirização

A terceirização está se tornando cada vez mais popular entre grandes empresas e pequenas start-ups. E não é nenhuma surpresa, pois trata-se de uma estratégia de negócios eficiente usada para reduzir custos operacionais, aumentar a qualidade e trazer inovações. Mas como reduzir os riscos da terceirização?

Muitas empresas, incluindo a sua, podem achar a terceirização uma boa ideia, pois há muito a ganhar com isso: operacional, financeira e logística. Mas também há riscos envolvidos nesse modelo de negócio.

Embora existam muitas vantagens, assim são as armadilhas que podem facilmente complicar seu projeto. Portanto, quais são os riscos da terceirização e como você pode evitá-los com sucesso?

Neste artigo, listamos os riscos mais comuns que uma empresa pode enfrentar ao usar serviços terceirizados e algumas dicas sobre como reduzi-los.

 

Riscos trabalhistas

 

O primeiro de todos que vamos citar, são os riscos trabalhistas. É imprescindível que os prestadores de serviço sejam fiscalizados de forma a garantir o cumprimento da legislação trabalhista e demais regulamentações aplicáveis, evitando implicações legais.

Esse tipo de risco acaba sendo muito comum em várias empresas por não ter a fiscalização adequada dos terceiros. De acordo com a legislação brasileira, a empresa contratante também é responsável pelos funcionários terceirizados e, por consequência, pode arcar com os custos processuais. Por isso, é extremamente importante manter sempre a fiscalização quanto ao pagamento dos salários dos profissionais e honorários.

Por exemplo, quando uma empresa realiza terceirização ilegalmente e a Justiça do Trabalho identifica esta grave irregularidade, é reconhecida a relação de trabalho entre os profissionais que prestam serviços e a empresa tomadora, sendo esta última condenada ao pagamento de todos os direitos e encargos, todos os advogados e rescisões.

Para evitar esse tipo de situação, o ideal é que a empresa tomadora faça pesquisas antes de aceitar os serviços de terceiros. Certifique-se de que a empresa tenha permissão para fazer as atividades que oferece.

 

riscos trabalhistas

 

 Riscos financeiros ocultos

 

Um dos principais motivos por trás da terceirização é obter uma vantagem competitiva através da redução de custos e rentabilidade. No entanto, se isso leva a qualquer custo oculto, então passa a se tornar um risco.

Antes de terceirizar um serviço, compare os preços do fornecedor com os custos atuais do trabalho interno, juntamente com todas as despesas adicionais. Além disso, você também precisará prestar muita atenção a cada detalhe e estimativas que seu parceiro de terceirização fornece.

Esse dano pode vir na forma de trabalho de fornecedor abaixo do padrão ou de um componente defeituoso que atrasa os negócios e reduz a receita. Por outro lado, danos financeiros também podem ser na forma de multas ou honorários advocatícios. Por isso, saiba que qualquer erro na gestão de terceiros, pode trazer um impacto financeiro negativo muito grande para a empresa.

 

Riscos de marca e reputação

 

A reputação da sua empresa pode estar em risco. Dependendo do tipo de função terceirizada e sua natureza, o terceirizado pode ser visto como uma extensão da sua empresa que pode afetar diretamente sua imagem se interagir com seus clientes, ou, refletir mal sobre sua decisão de terceirização e planejamento se eles não tiverem um bom desempenho.

Se você encontrar uma empresa terceirizada não confiável, a empresa pode enfrentar uma queda na qualidade do seu produto ou serviço. Dessa forma, seus funcionários mudam seu foco de qualidade para quantidade. Essas más práticas podem causar sérios danos e prejudicar a reputação da sua empresa.

Clientes insatisfeitos, interações inadequadas, violações de segurança e legais são todos exemplos que podem prejudicar a reputação e a posição de uma empresa.

reputação

Riscos ligados à segurança do trabalho

 

Devido à corresponsabilidade da contratada nos casos de acidentes de trabalho, as despesas com indenizações podem recair sobre os cofres de quem contratou a empresa terceirizada. Para evitar isso, sempre exija que a terceirizada tenha um plano de cobertura de acidentes de trabalho. Além isso, pode ser uma precaução contra problemas futuros, mostra que o terceirizado é uma empresa que tem responsabilidade.

A empresa prestadora de serviço também deve oferecer EPI ‘s aos seus funcionários, ou seja, equipamentos de proteção individual de acordo com a atividade que desempenham. Por sua vez, a empresa tomadora também deve oferecer equipamentos de proteção coletiva em suas dependências, onde serão desenvolvidas as atividades. É preciso ter cuidado com a infraestrutura do negócio, minimizando riscos à segurança dos trabalhadores.

 

Perda de Controle

 

Um dos maiores riscos da terceirização é a falta de controle sobre os terceiros. Um processo que foi previamente executado pela equipe interna, quando passa a ser terceirizado, resulta em pouco ou nenhum controle sobre eles. E quando mal gerenciado, pode afetar a qualidade do serviço terceirizado.

No entanto, a incapacidade de monitorar continuamente tarefas específicas, desempenho e progresso representa um dos riscos mais aparentes da terceirização. Atribuir partes de trabalho a empresas externas faz com que os empregadores percam o controle de como esses deveres estão sendo monitorados e executados.

Portanto, antes de contratar uma empresa terceirizada, avalie quais responsabilidades você está disposto a entregar ao prestador de serviços. Para fazer isso, você precisa de um plano bem pensado. Você pode incluir algumas medidas de gerenciamento de projetos como rastrear KPIs e métricas. Seguindo isso, você também estará bem ciente de tudo em cada etapa do processo.

 

Privacidade e segurança

 

Quando você está terceirizando qualquer serviço, você pode expor completamente ou parcialmente seus ativos de negócios a um “estranho”. Por isso, você precisa prestar atenção à privacidade, propriedade intelectual e proteção de dados. Isso envolve direitos autorais, patentes, segredos comerciais, dados de clientes e muito mais.

Portanto, todas as empresas devem praticar cautela ao lidar com dados do cliente. Suponha que você pretende terceirizar algumas funções e deveres que envolvem o uso de dados pessoais. Dessa forma, sua empresa pode estar colocando a privacidade ou segurança dos outros em risco, repassando os dados para outros.

privacidade e segurança

Alta rotatividade

 

Um problema muito comum é a alta rotatividade de funcionários, o que pode ocasionar a falta de integração, falta de comprometimento e até falta de segurança.

A alta rotatividade entre os funcionários de uma empresa pode ser um indício de má gestão ou baixa qualificação dos trabalhadores, ou ainda que pode causar problemas para a sua empresa.

As boas empresas certamente apresentam baixa rotatividade de funcionários, pois buscam manter uma maior estabilidade e fidelizar os clientes, o que é difícil quando os profissionais que executam as tarefas são sempre diferentes.

 

Como reduzir os riscos?

 

Avalie a atividade terceirizada

A primeira forma de reduzir o risco na terceirização é avaliar a atividade terceirizada. Em primeiro lugar, é importante ter em mente a posição que ocupa na cadeia de valor. Entenda, também, quais são os objetivos, benefícios e riscos que ela pode oferecer ao seu negócio.

 

Defina os parâmetros de desempenho

 

Definir parâmetros de desempenho faz parte do planejamento. É importante levantar dados relativos ao desempenho da equipe que exerce a mesma função que será desempenhada por profissionais terceirizados.

Assim, defina quais são os pontos fracos e quais pontos precisam ser aprimorados para que os objetivos do negócio continuem sendo o foco das atividades. Ao final, estabeleça um parâmetro com os indicadores que serão usados ​​para avaliar o profissional terceirizado.

 

Busque fornecedores com experiência de mercado

 

Depois de ter uma visão mais completa do que a terceirização pode fazer pela sua empresa, analise os prestadores de serviços. Veja quanta experiência eles possuem, quem são seus clientes, quanto cobram e, principalmente, qual é o nível de capacidade técnica exigida dos profissionais.

 

Conclusão

 

Por fim, gerenciar riscos de terceiros é extremamente importante e desafiador para as empresas de hoje. O risco de terceiros parece crescer à medida que mais empresas continuam a terceirizar cada vez mais. Parece óbvio que o futuro da gestão dos riscos depende muito de um software de gestão de terceiros. Para isso, conte com a wehandle e siga as dicas que destacamos neste artigo para ter uma ótima experiência com terceirização.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Materiais Gratuítos

Confira nossos materiais gratuitos disponíveis para te ajudar na gestão de terceiros.

Newsletter

Assine a nossa newsletter e receba nossos conteúdos exclusivos em seu e-mail

Quer se tornar um especialista.

Cadastre-se e receba todos os nossos conteúdos por e-mail